quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Micro Conto #1 - Fritar bolinho

Mirosvaldo nunca entendeu qual o problema daquela "mulher de fritar bolinho", afinal, ele adorava bolinhos.

Numa versão quase esquecida dessa lenda, Mirosvaldo não entendia qual o problema da mulher "que faz doce", afinal ele adorava um doce.

Esse e outros contos inimagináveis da vida diária ficarão esquecidos em meio a tantas outras notícias que resolvemos dar maior importância.

Mirosvaldo não será lembrado daqui a 100 anos. Seus descendentes sequer saberão o quanto ele gostava de bolinho e doce.

4 comentários:

  1. Comecei uma nova sessão no Robiscos nessa quarta-feira onde publicarei todo dia (exceto finais de semana) às 10h30 da manhã um micro conto, contando uma pequena história das dezenas que acabo pensando por dia e nunca irão se tornar ilustrações, nem tirinhas e acabariam sempre sendo pensamentos se não resolvesse pelo menos as transformar em palavras.

    Por isso resolvi compartilhar com vocês. A única coisa engraçada é que esqueci de divulgar que iria começar, rentão todo dia as 10h30 teremos um pequeno devaneio meu.

    ResponderExcluir