sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Micro Conto #3 - Pelo menos uma vez!


E ele viu que faltava pouco tempo para que finalmente passasse para o outro lado. Já vira o anjo da morte em sua porta esperando que o último suspiro fechasse enfim a vida desde homem que aparentava ter conseguido tudo que uma pessoa poderia ter desejado na vida.

Sucesso em sua vida profissional, amado pela família, filhos irrepreenssíveis, amigos leais, esposa mais que perfeita. Se fossemos até o início de sua longa vida veríamos que desde a infância ele não poderia se queixar de nada afinal seus pais e irmãos o amavam e eram uma familia feliz.

Mesmo assim não podia esconder o descontentamento daquele momento, pois, depois de viver uma vida magnífica ele acaba se despedindo naquele que seria o pior dia de sua vida. Onde tudo que poderia dar errado, desde bater o dedinho do pé na quina da mesa de centro, puxar a pelinha da unha e rasgar o dedo, ter uma discussão tola com sua esposa, bater o carro ao sair da garagem, perder dinheiro, e por ai vai.

Tudo dando errado um dia inteiro só podia culminar em sua morte. E veio o último suspiro.

Morte apenas chegou e cochichou em seu ouvido pouco antes de lhe convidar a se levantar de seu leito e seguir para a eternidade:

- Todos tem que enfrentar a dor, descontentamento, frustração e angústia, pelo menos uma vez na vida!

2 comentários:

  1. Muito interessante, porém discussão está escrito com "ç".

    O conto também é de sua autoria Robson?

    Bjus

    ResponderExcluir